Modalidades Terapêuticas


Avaliação Multiprofissional

Inicialmente, é realizado uma avaliação médica com um médico Fisiatra que encaminha o paciente para as avaliações necessárias para cada caso, dentro das áreas de Fisioterapia (Cinesioterapia, Hidroterapia, Equoterapia, EMG Biofeedback, Cicloergometria com estimulação elétrica, entre outras.), Terapia Ocupacional ( na Água, na Equoterapia, com EMG Biofeedback, etc.), Fonoaudiologia, Psicologia, Psicopedagogia, Terapia Artística, Rolfing, Reorganização Neurológica, Acupuntura, Self-Healing, RPG, Seating Clinic, FES.

Essa avaliações visam coletar dados como indicações e contra-indicações em todas as áreas.

Após essa conduta, a equipe inteira que avaliou o paciente se reúne com o médico para discutir o caso e traçar um programa de reabilitação assim como as metas a serem atingidas visando recuperar funções perdidas.

O objetivo é reintegrá-lo à sociedade para que este volte a ter uma vida independente o mais próximo do normal, exercendo a sua, ou uma nova, profissão e lazer.



#Bloqueio Químico (Dysport, Botox, Pró-signe, Fenol)

A toxina botulínica é muito comentada e utilizada em clínicas estéticas para diminuir rugas de expressão, porém este não é o único benefício. Produzida pelo Clostridium botulinum , é uma droga que impede a liberação de acetilcolina (neurotransmissor) e relaxa os músculos. Esta neurotoxina é a mesma que causa o Botulismo, grave intoxicação alimentar que compromete o sistema nervoso.

Após anos de estudos científicos foram descobertos seus efeitos terapêuticos. Inicialmente utilizada na cura de patologias oftalmológicas como o estrabismo, hoje tem auxiliado cada vez mais no tratamento de contrações musculares involuntárias. Este é um dos mais importantes avanços da ciência médica e farmacêutica dos últimos anos.

Há mais anos, a Fundação Selma, uma instituição privada sem fins lucrativos, trabalha com esse procedimento de ponta, aplicando Toxina Botulínica por maio de micro-estimulação elétrica digital com aparelho americano, para localizar as placas mioneurais (local onde o nervo faz contato com o músculo).

As injeções de toxina botulínica são utilizadas em paraplégicos e em hemiplégicos. Em casos de traumas e doenças do sistema nervoso central, como por exemplo esclerose múltipla e que tenha como seqüela hipertonias musculares (distonias ou espasticidade), derrames cerebrais, crianças com paralisia cerebral.

�Com a toxina botulínica, é possível tratar apenas os músculos afetados diferente de outros remédios, via oral, que enfraquecem todos os músculos do corpo�, explica Dr. Luiz Botelho, superintendente médico da Fundação Selma.

Mas além do tratamento com botox, o paciente precisa fazer alguma terapia complementar. ï¿½É necessário que a pessoa também esteja engajada num processo de reabilitação física, pois a toxina não devolve a função por si só� , conta Dr. Botelho. A aplicação relaxa os músculos que deixam os braços e pernas endurecidas. Com a flexibilidade conseguida, os terapeutas realizam exercícios de alongamento e fortalecimento, que resultam na melhor funcionalidade do paciente, ajudando a melhorar a marcha, a independência nas atividades diárias e, enfim, a qualidade de vida.

A quantidade de aplicações varia de acordo com o paciente e deve ser feita com um intervalo, de no mínimo, três meses. A partir da terceira ou quarta aplicação, é possível atingir um patamar de benefício e recuperar rapidamente.

Voltar ao Topo


#Equoterapia

INÍCIO

A hippoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas de saúde e educação, buscando o desenvolvimento bio-psico-social das pessoas portadoras de deficiência física e/ou mental e/ou sensorial Equoterapia

O termo Equoterapia deriva do latim equus, que significa cavalo, e therapéia, que significa tratamento. Portanto, EQUOTERAPIA é um tratamento com auxílio do cavalo.

A Equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas da saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicosocial de pessoas portadoras de deficiência física e/ou mental e/ou sensorial. Modalidade na qual o cavalo é o agente promotor de ganhos físicos e psicológicos.

Reconhecida como método terapêutico pelo Conselho Federal de Medicina desde 1997, a Equoterapia é a utilização do cavalo junto com uma equipe multiprofissional para o tratamento de indivíduos portadores de necessidades especiais.

Um dos programas da Equoterapia é denominado Hipoterapia, no qual o movimento tridimensional que o cavalo gera ao passo é usado como instrumento terapêutico no processo de reabilitação física por fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos. Outro programa da Equoterapia é chamado Educação / Reeducação, onde psicólogos e psicopedagogos trabalham com dificuldades comportamentais ou de aprendizado. Os outros programas são Reeducação Eqüestre, Pré-esportivo e Hipismo Adaptado, onde o paciente é conduzido à prática esportiva adaptada.

A indicação ou contra-indicação para a Equoterapia é feita após uma cuidadosa avaliação médica, fisioterapêutica e psicológica, de forma individual, para proporcionar ao paciente o maior ganho possível dentro desta modalidade terapêutica.

As principais indicações das Equoterapia são:

  • Paralisia Cerebral;
  • Lesões medulares;
  • Traumatismo Crânio Encefálico;
  • Síndromes Neurológicas ( Down, West, Rett e etc);
  • Esclerose Múltipla;
  • Poliomielite;
  • Mal de Parkinson;
  • Microcefalia/ Macrocefalia;
  • Amputação;
  • Atraso no Desenvolvimento Neuropsicomotor;
  • Alteraçõe posturais: hipercifose, hiperlordose, escoliose;
  • Alteração do tônus muscular � Hiper ou Hipotonia;
  • Hemiplegia, paraplegia, tetraplegia;
  • Distúrbios do equilíbrio - Ataxias;
  • Distúrbios emocionais: insônia, ansiedade,estresse;
  • Distúrbios sensoriais: deficiência visual, deficiência auditiva;
  • Distúrbios psicossociais: autismo, deficiência mental, alterações comportamentais, distúrbios do aprendizado.

O passo do cavalo transmite ao paciente diversos estímulos que deslocam o corpo no espaço, exercitando equilíbrio, treinando a coordenação e melhorando o esquema corporal. Psicologicamente, ocorre o aumento da auto-estima e auto-confiança. O cavalo torna-se o amigo digno de confiança, contribuindo com suas pernas e seu corpo forte para a melhora de seus pacientes.

Com cavalos especialmente treinados e material totalmente adaptado às diversas necessidades, a Fundação Selma dispõe de profissionais especializados para o atendimento em diversas áreas da reabilitação. Contamos com adaptações como rampa de acesso para cadeiras de rodas, plataformas de apoio lateral, alças, mantas e matérias lúdicos, tudo em um ambiente agradável que favorece o aprendizado e estimula o processo de reabilitação do indivíduo.

A Fundação Selma é pioneira em Equoterapia dentro da cidade de São Paulo e desde 2005 está filiada à Ande-Brasil (Associação Nacional de Equoterapia) o que possibilita as doações e demonstra nossa qualidade de atendimento, oferecendo mais este recurso terapêutico junto a sua clínica de reabilitação com grandes vantagens e comodidade para seus usuários.

Voltar ao Topo


#Fisioterapia

É a ciência que cuida de habilitar e/ou reabilitar os movimentos para reintegrar o indivíduo funcionalmente na sociedade.

Para isso, utiliza-se diversas técnicas como:

Cinesioterapia

Recurso fisioterapêutico onde são usados os conhecimentos de anatomia, fisiologia e biomecânica para proporcionar ao paciente um melhor e mais eficaz trabalho de reabilitação.

Adicionados aos conceitos acima, o terapeuta usa ainda seus conhecimentos de diversas técnicas para facilitar, resistir e ganhar movimentos específicos solicitados.

A atuação passiva ou ativa depende do objetivo traçado, podendo ser conscientização corporal, ganho de força, alongamento, dissociação de cinturas, equilíbrio, entre outros.

Com o trabalho cinesioterapêutico, esperamos habilitar/ reabilitar ou melhor reequilibrar as forças mecânicas atuantes em nosso corpo como um todo, proporcionando uma melhor qualidade de movimento, levando a uma melhora da qualidade de vida.

Ortostatismo

Terapia que consiste em colocar os pacientes com ausência de marcha em pé. Visa melhora de descarga de peso, propriocepção nas articulações de quadril e em membros inferiores, alinhamento de coluna, proporcionando benefício fisiológico global como circulação sanguínea, favorecendo o retorno venoso e a função gastrointestinal e urinária, e com a descarga de peso nos membros inferiores previne-se a osteoporose.

A terapia é realizada no período mínimo de 30 minutos podendo permanecer por 1 hora, monitorando-se a pressão arterial e freqüência cardíaca. O ortostatismo além de previnir desajustes globais, faz com que o paciente tenha melhor qualidade de visa física e social.

O ortostatismo pode ser realizada na Prancha ortostática ou no Stand Table, posicionando paciente com cintos de segurança estabilizando tronco e membros inferiores e associado podemos realizar exercícios em tronco e em membros superiores e eletroestimulação com grupos musculares a serem analisados pelo fisioterapeuta.

Hidroterapia

Terapia realizada em piscina coberta e aquecida, utilizando os recursos físicos da água (flutuação, empuxo, diminuição da ação da gravidade, pressão hidrostática), e os efeitos térmicos (o calor provoca um relaxamento muscular) como auxílio no tratamento de patologias respiratórias, ortopédicas, reumatológicas e neurológicas.

Após uma avaliação hidroterápica, são utilizadas técnicas específicas para adaptação do paciente ao meio líquido até sua independência na água (Halliwick), melhora na coordenação motora e reequilíbrio muscular, relaxamento muscular (Watsu) e fortalecimento muscular (Bad Ragaz), atendendo as necessidades de cada paciente. É também desenvolvido um trabalho de condicionamento cárdio-respiratório (preparo físico), hidroterapia em grupo e natação terapêutica, principalmente para pacientes com lesão medular, entre outras patologias neurológicas.

Os exercícios na água favorecem a circulação, a função respiratória, promovem relaxamento muscular, facilita movimentos que no solo tornam-se difíceis pela ação da gravidade, facilita a marcha (melhora o equilíbrio, diminui os riscos de queda, facilita o movimento dos membros inferiores durante as fases da marcha), ganho de força muscular e maior independência, atuando em um aspecto bio-psico-social. O trabalho é desenvolvido com auxílio de flutuadores, pesos, step, brinquedos e outros materiais hidroterápicos que promoverão o sucesso da terapia.

Cicloergometria com estimulação elétrica

Trata-se de uma bicicleta computadorizada que através de estimulação elétrica em grupos musculares de membros inferiores, promove o movimento de pedalar em paraplégicos.

É utilizada em pacientes que não podem mais andar por lesão medular completa.

Os músculos dos membros inferiores (quadríceps, isquiofibiais e glúteos), recebem estímulo elétrico que os fazem contrair. Um computador comanda 6 canais de estímulos elétricos (3 para cada perna), que são ligados diretamente sobre os músculos com fios e eletrodos aderidos a pele.

Esta bicicleta de alta tecnologia americana tem sensores especiais que informam ao computador quais músculos devem ser estimulados com seqüência e sincronismo que permitem induzir um pedalar harmônico. Pedalando ativamente por 30 minutos, o indivíduo ganha todos os benefícios do exercício aeróbio.

Dessa forma, através da cicloergometria com estimulação elétrica, conseguimos um melhor trabalho cardíaco, melhora do padrão respiratório, aumento da massa muscular, adequação do tônus muscular, aumento da amplitude de movimento, melhora do padrão urinário e intestinal, prevenção de osteoporose e outros, impedindo os efeitos do sedentarismo que comprometem a saúde geral do paciente.

Mecanoterapia

O setor de mecanoterapia é composto por aparelhos de musculação adaptados. O Bug Roller (cicloergometria de membros superiores e inferiores), onde é realizado um trabalho de resistência muscular e/ou fortalecimento muscular, com supervisão do fisioterapeuta.

Objetiva-se força, potência e resistência muscular (importante para tornar o paciente mais independente nas AVDs (Atividades da Vida Diária).

O tempo e a carga (peso) em cada aparelho é definido após um teste (carga máxima), respeitando a faixa etária, as capacidade e as necessidades de cada indivíduo, proporcionando um condicionamento físico adequado.

A maioria dos aparelhos da Fundação Selma são importados dos EUA e Alemanha, sendo especialmente projetados e adaptados para serem usados por portadores de deficiências físicas como em uma academia, proporcionando todas as vantagens de uma atividade física, evitando o mau do século, o sedentarismo.

EMG Biofeedback

Técnica computadorizada de aprendizado usada para se obter o controle voluntário sobre algumas respostas fisiológicas específicas das quais o indivíduo não tem consciência.

O método consiste em avaliar se há neurônios poupados pela lesão através da mensuração do sinal eletromiográfico voluntário. Permite assim, condicionar o cérebro, através de tentativas de erros e acertos, a recrutar um maior número de unidades motoras para os músculos paralizados.

A avaliação com EMG Biofeedback está indicada em todas as situações nas quais se deseja reeducar um movimento, ou seja, quando o paciente consegue aumentar ou diminuir o sinal eletromiográfico voluntariamente, sendo mais eficaz quando se tem maior substrato neurológico funcional ; p. ex.: DVE (derrame), TCE (Traumatismo Crânio Encefálico), PC (Paralisia Cerebral), TRM (Traumatismo Raqui Medular), após bloqueio químico, desvios posturais, treino funcional, etc.

Melhores resultados são obtidos quando associados com outras técnicas de reabilitação.

Osteopatia

Osteopatia é um sistema de diagnóstico e tratamento que enfatiza métodos de reconhecimento e alívio de problemas estruturais e mecânicos do corpo. Restaura, mantém e melhora a homeostase (equilíbrio) dos sistemas neuromuscular e esquelético, avaliando e tratando através da palpação e intervenção manual baseando-se nos princípios do Dr. Andreo Taylor Swtill, onde o corpo é uma unidade funcional representado pela reciprocidade entre anatomia (estrutura) e fisiologia (função).

Dá-se grande ênfase aos tecidos externos do corpo, as estruturas articulares, aos músculos, ligamentos e à coluna vertebral.

Os estudos da integração dessas estruturas somáticas com as funções viscerais através do sistema nervoso autônomo é a base da osteopatia (estrutura-mobilidade-função).

Essa técnica de terapia manual permite equilíbriar as cadeias musculares, deixando o corpo, seu centro, a bacia e a coluna vertebral alinhadas.

Reedução Postural Global (RPG)

Técnica desenvolvida pelo francês Phelippe Souchard baseando-se no princípio das cadeias musculares.

Através de posturas, são estimulados os grupos musculares, visando correção gradativa de alterações posturais causadas por lesões músculo esquelética ou vícios posturais, causando dores, formigamento, contraturas musculares e alterações posturais.

Sem contra indicação, o RPG realiza a reeducação da postura tratando as causas e seus sintomas. Sendo indicado também para tratamento pré-operatório de hérnia de disco.

Cama de Gutrie Smith

Um dos recursos que a Fundação Selma disponibiliza para seus pacientes. Apresenta um tablado com estruturas metálica nas laterais e em cima, para que assim num sistema de molas ou elásticos, seja um facilitador ou inibidor progressivo do movimento, permitindo que o paciente trabalhe de forma isométrica ou isotônica com mais de um movimento com o membro em questão pendurado.

Ultra- Som

Consiste na aplicação terapêutica de ondas sonoras acima do audível pelo ouvido humano.

O US aquece seletivamente os diferentes tecidos internos provocando: um aumento da mobilidade articular; reduz a percepção de dor; aumento do fluxo sangüíneo para os tecidos; acelera a resolução dos processos inflamatórios (subagudos e crônicos); reduz o espasmo muscular.

Além do efeito térmico, temos também a micro massagem tecidual que melhora a circulação interna e a remodelação de tecido conjuntivo/ósseo.

O ultra-som é eficiente no tratamento de fibrose, tendinite e tenossinovites crônicas; bursite; entesites; periosites e quadros dolorosos miofasciais.

TENS

A Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea é um método de estimulação dos nervos periféricos através de eletrodos acoplados à pele com fins terapêuticos que visa principalmente o controle da dor através da liberação de endorfinas ou através das comportas de dor no Sistema Nervoso Central.

Atuando no ciclo dor- espasmo- dor, pode ser usada dentro do tratamento de lombalgias crônicas de origem mecânica, hérnias discais, pós- operatório, doenças degenerativas como artroses, ciatalgias etc.

É uma corrente analgésica que atua nos sistemas modulares da dor aumentando assim a sua tolerância causando dessa forma, uma analgesia.

FES

A Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea é um método de estimulação dos nervos periféricos através de eletrodos acoplados à pele com fins terapêuticos que visa principalmente o controle da dor através da liberação de endorfinas ou através das comportas de dor no Sistema Nervoso Central.

Atuando no ciclo dor- espasmo- dor, pode ser usada dentro do tratamento de lombalgias crônicas de origem mecânica, hérnias discais, pós- operatório, doenças degenerativas como artroses, ciatalgias etc.

É uma corrente analgésica que atua nos sistemas modulares da dor aumentando assim a sua tolerância causando dessa forma, uma analgesia.

Moto Med

É um aparelho alemão que permite a realização de exercícios cíclicos passivos ou ativo-resistidos dos membros superiores e inferiores, independentemente, com os seguintes objetivos:

Relaxamento muscular; alongamento muscular e tendíneo; manutenção da amplitude articular e sua lubrificação; melhora da circulação sangüínea; melhorar a digestão; ativar o metabolismo; melhorar função urinária e intestinal.

Arm Cranck

Aparelho norte americano de exercícios cíclicos ativos resistidos de membros superiores utilizado para condicionamento cardiovascular e cardiorespiratório através de uma atividade aeróbia, promovendo todos os benefícios físicos do exercício, inclusive maior resistência nos braços daqueles que utilizam cadeiras de rodas.

Esse aparelho pode ser usado para, praticamente, todos os tipos de pacientes pois possui luvas para adaptação caso o paciente apresente dificuldade de preensão. Possui também um apoio de cabeça para pacientes que não apresentam controle de cervical.

Esse aparelho favorece também a mobilização de toda a musculatura de membros superiores e de tronco, evitando, dessa forma, uma possível atrofia muscular.

Nele podemos programar a carga aplicada, visualizar a velocidade realizada, a distância percorrida e as calorias gastas para melhor monitorar a evolução do paciente.

Treino de Marcha

A marcha humana é a última etapa do DNPM (Desenvolvimento Neuro- psico-motor). Antes a criança experimenta a postura sentada deslocando-se rolando e locomovendo-se engatinhando.

Quando começa a andar, sua base é alargada e com o corpo projetado para frente para conseguir equilibrar-se. Depois de muitas tentativas, quedas e experiências, obtém-se melhor equilíbrio e consciência do seu corpo e, consequentemente melhora a marcha onde pode ser melhor destinguido as duas principais fases: apoio (quando o pé tem apoio no chão e a perna está estendida) e balanceio (a partir do momento que tira o apoio do chão levando a perna para frente devido o passo), quando chega nesta fase, a marcha está automatizada.

Quando ocorre qualquer agressão do SNC (Sistema Nervoso Central), compromete o aprendizado e/ou continuidade da automatização da marcha e então deve ser novamente reaprendida e/ou treinada sempre que houver possibilidades do paciente andar com ou sem dispositivos de auxílio.

Voltar ao Topo

#Terapia Ocupacional

A Terapia Ocupacional procura reabilitar o indivíduo a exercer suas atividades cotidianas de uma forma independente reintegrando-o à sociedade.

O processo de reabilitação deve envolver não só a restauração e compensação da perda da função, mas também a terapia para ajudar o indivíduo a aceitar e valorizar sua própria modificação. Durante o tratamento, o Terapeuta Ocupacional vai abranger aspectos físicos dos movimentos (padrão, equilíbrio, tônus, força, sensibilidade...), aspectos cognitivos e intelectuais quando necessário, e também poderão ser indicadas órteses, tipóias, adaptações e dispositivos, com o treinamento e indicações necessárias.

O Terapeuta Ocupacional deve fazer a prescrição e adaptação de cadeira de rodas (seating), ou outros sistemas do assunto e orientar para a adaptação do espaço físico (casa, ambiente de trabalho) eliminando barreiras arquitetônicas e proporcionando uma maior independência para o portador de deficiência física.

Também é função da Terapeuta Ocupacional analisar e adequar a ergonomia no ambiente trabalho (posturas corretas e mobiliário adequado) para prevenir e tratar tendinites evitando o afastamento do trabalho e a incapacidade física comumente chamadas de LER.

Terapia Ocupacional na Água

A Terapia Ocupacional na Fundação Selma tem como objetivo principal, reabilitar o indivíduo para que ele se torne independente em suas Atividades da Vida Diária ( AVDs) e Prática (AVPs), direcionando-o, consequentemente, para uma reinserção na sociedade. Para tanto, fazemos uso de vários recursos terapêuticos, inclusive da piscina.

Aplicar os conceitos da Terapia Ocupacional convencional na piscina terapêutica é o principal objetivo da Terapia Ocupacional na água. O público alvo são pacientes com sequelas motoras, de origem neurológica, não tendo como restrição, a faixa etária.

Fora da água , a ação da gravidade dificulta o posicionamento dos braços à frente do corpo e também o equilíbrio sentado para a realização das Atividades da Vida Diária e Prática portanto, o atendimento na piscina favorece os seguintes efeitos terapêuticos:

1 - Redução da ação da gravidade facilitando a manutenção dos Membros Superiores (MMSS) em posição funcional.
2 - Alívio da dor e do espasmo muscular.
3 - Relaxamento.
4 - Manutenção ou aumento da amplitude de movimento das articulações.
5 - Reeducação de músculos paralisados.
6 - Fortalecimento dos músculos e desenvolvimento de sua força e endurance propiciada pela resistência oferecida pela água aos movimentos.
7 - Estímulo da auto-confiança para atingir independência funcional.
8 - Relembrando, as propriedades Físicas da água incluem massa, peso, densidade, gravidade específica ou densidade relativa, flutuação, pressão hidrostática, tensão superficial, refração e viscosidade.

Sendo assim, a água oferece a experiência de encontrar o corpo sendo atuado pelas propriedades acima relacionadas proporcionando a vantagem do exercício ser realizado em três dimensões, não possível no solo.

Na Fundação Selma, a Terapia Ocupacional na água vem apresentando resultados surpreendentes, por exemplo:

1 - Melhora considerável na retificação de tronco em crianças com sequelas de Paralisia Cerebral.
2 - Quebra do padrão flexor com adolescentes, favorecendo um início de função com Membros Superiores (ex. preensão).
3 - Fortalecimento muscular pós aplicação de bloqueio químico (botox, fenol) com menos fadiga e dor.
4 - Maior conscientização da importância da independência nas Atividades da Vida Diária.
5 - Melhora da função bimanual e dissociação de cintura escapular.
6 - A terapia inicia-se no vestiário (treino de vestir e despir ) sendo consecutivo um treino de transferência (sair da cadeira e entrar na piscina e vice-versa).

A satisfação dos pacientes e familiares evidencia que o método de Terapia Ocupacional aquática promete muito, uma vez que, em tão pouco tempo de trabalho, os resultados foram muito positivos. Apresentando os dados em percentuais, 100% dos pacientes que iniciaram este tratamento na Fundação Selma apresentaram algum tipo de evolução satisfatória até a 4ª sessão. Este dado, além de observado por nós terapeutas, é também notado e comentado pelos pacientes e confirma a eficácia do método.

A Terapia Ocupacional na água é uma e boa alternativa na reabilitação física, já que associa relaxamento, a sustentação e o prazer oferecidos pela água aos tradicionais recursos dos Terapeutas Ocupacionais.

Não podemos desprezar o fato de que na água os pacientes tem se mostrado muito mais motivados para esta terapia o que é fundamental para a obtenção dos resultados observados.

Voltar ao Topo

#Psicologia

A Psicologia é a ciência que estuda o aspecto emocional do ser humano. Seu estudo, somado e relacionado com estudos das Ciências Médicas proporciona um entendimento mais amplo do ser humano. Proporciona a compreensão de como a relação entre ambiente, corpo e emoções influenciam as atitudes, modo de pensar e sentir de uma pessoa.

Um programa de reabilitação visa melhorar a funcionalidade e a qualidade de vida da pessoa portadora de necessidades especiais. Considerando que a qualidade de vida de uma pessoa inclui além dos aspectos físicos, a socialização e equilíbrio emocional, a Fundação Selma oferece o serviço de Psicologia como recurso importante para atingir este objetivo. O portador de necessidades especiais pode apresentar, além das dificuldades físicas, dificuldades na comunicação, cognição, motricidade e problemas emocionais. E esses, podem ser fatores que prejudiquem a auto-estima, autoconfiança, capacidade de relacionar-se socialmente, capacidade de expressar-se, entre outras dificuldades psicológicas.

O acompanhamento psicológico tem por objetivo auxiliar pacientes e familiares a lidar de maneira mais satisfatória com as limitações, reestruturando a auto-estima e autoconfiança, modificando comportamentos, podendo assim ajudá-los a desenvolver uma vida com mais saúde, equilíbrio emocional e realizações pessoais.

Os Psicólogos trabalham juntamente à equipe multidisciplinar e assim podem ajudar a orientar os profissionais que atendem o paciente além de conhecer todas as possibilidades físicas do paciente para orientar o seu próprio trabalho.

Sempre que entendermos o ser humano na sua totalidade, estaremos lidando com a integração de seu corpo, suas emoções e sentimentos e o ambiente em que vive. Por isso, vemos que a assistência psicológica é essencial no processo de reabilitação. A felicidade pode e deve ser encontrada apesar dos defeitos físicos.

Voltar ao Topo

#Psicopedagogia

Estando na confluência entre a psicologia e a pedagogia, a psicopedagogia tem identidade própria enquanto área diferenciada de conhecimento, linha de pesquisa em educação e psicologia e atividadeterapêutica ou preventiva, tendo por objetivo principal atuar tanto no que se refere à prática clínica quanto institucional (consultoria escolar).

Sendo uma área diretamente relacionada à aprendizagem escolar no que tange seu decurso normal ou com dificuldades, tem por finalidade saber como o indivíduo aprende, constrói seu conhecimento, bem como compreender as dimensões das relações com a escola, podendo contribuir para o esclarecimento do processo de aprendizagem e informando sobre como superar dificuldades quanto ao rendimento escolar, influenciado por aspectos relacionados à dinâmica familiar e ao funcionamento da instituição de ensino.

O Psicopedagogo da Fundação Selma apoia seu trabalho na construção de um espaço de reflexão sobre os aspectos do desenvolvimento e da aprendizagem de alunos pacientes, buscando sempre uma compreensão mais profunda e mais abrangente das situações encontradas, os problemas de aprendizagem , relacionamento, aspectos sociais e de inclusão, atuando sobre as questões relacionadas ao desenvolvimento cognitivo, psicomotor e afetivo implícitos nas situações de aprendizagem. Quanto à metodologia psicopedagógica, objetiva o desenvolvimento produtivo do educando e do Ser, evidenciando a liberação e o pleno desenvolvimento da inteligência, da sensibilidade criativa e criadora, visando o desenvolvimento e a manutenção de habilidades e competências individuais e pessoais.

Mediante anamnese, aplicação de testes e provas operatórias e com o desenvolvimento de atividades pedagógicas, artísticas, jogos e técnicas diversificadas e individualizadas, pode se diagnosticar, prevenir e corrigir ou amenizar distúrbios de aprendizagem relacionados à leitura/escrita, matemática/geometria, bem como promover educação inclusiva, sempre aliando suporte de outras áreas clínicas e terapias especializadas.

Distúrbios de Aprendizagem

1 - Leitura e Escrita:

TDAH - Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade.
AGRAFIA - Impossibilidade para escrever.
DISGRAFIA - Dificuldade para escrever.
DISCALIGRAFIA � Dificuldade para escrever legivelmente.
DISORTOGRAFIA � Emprego de fonemas correspondentes ao som utilizado na fala.
DISSINTAXE � Dificuldade para escrever de acordo com as normas do idioma; desordem na escrita.
ALEXIA � Impossibilidade total para ler.
DISLEXIA � Dificuldade parcial para ler com inversão no sentido da leitura e da escrita.
DISLALIA - Dificuldade parcial para falar.
DISARTRIA � Dificuldades em articular as palavras, resultante de perturbações nos Centros Nervosos.

2 � Matemática e Geometria:

ACALCULIA � Impossibilidade para operar matematicamente.
DISCALCULIA � Dificuldade para operar matematicamente.

OBS: Atividades de Estimulação Artística desenvolvidas com técnicas de Educação Artística estabelecem elemento coadjuvante facilitador ao desenvolvimento do processo psicopedagógico clínico e aprimoramento da psicomotricidade. Voltar ao Topo

#Fonoaudiologia

O Fonoaudiólogo é um profissional da saúde que atua nas seguintes áreas:

Linguagem como atraso de linguagem, trocas de sons na fala e de letras na escrita, gagueira e distúrbios de aprendizagem. Trabalha ainda com a comunicação alternativa auxiliando pessoas vítimas de acidentes ou derrames as quais tiveram seqüelas na comunicação.

Motricidade Oral - que são os problemas relacionados à sucção, deglutição (ato de engolir), mastigação, respiração e fala.

Voz � neste aspecto é trabalhado adequação de padrões posturais, articulação, entonação, respiração e pronúncia. Sendo que as necessidades deste atendimento podem ser por uso da voz profissionalmente ou por alterações de seqüelas neurológicas ou de tumores.

O objetivo do atendimento fonoaudiológico é proporcionar ao indivíduo a reabilitação dos aspectos apresentados como Queixa, seja através da adequação dos aspectos alterados ou de adaptações (quando necessários).
Voltar ao Topo

#Terapia Artística e Terapia da Biografia Humana

O trabalho da Terapia Artística (pintura, modelagem e desenho) amplia o processo de reabilitação através de outros canais que estariam seriamente desequilibrados pelas lesões neurológicas sofrida.

A linguagem artística usa um veículo não verbal para a exteriorização de dificuldades a nível anímicoe psíquico, facilitando a evolução do indivíduo no sentido de maior reintegração social, profissional e consigo mesmo. É fantástica a possibilidade de comunicação através da linguagem artística para indivíduos cuja lesão neurológica afetou a fala.

Pode-se dizer que é a linguagem da alma, que aborda diretamente as �Questões do Coração�, muitas vezes difíceis de serem acessadas pelo intelecto. A Terapia Artística é feita em associação ao programa interdisciplinar de reabilitação.

Paralelamente à Terapia Artística, desenvolvemos também a Terapia da Biografia Humana de cunho Antroposófico que ajuda a uma ampliação de consciência através de um panorama total de nossa vida desde o nascimento até o momento atual. Conseguimos visualizar toda nossa vida como um grande aprendizado, uma verdadeira escola que nos impulsiona a crescer como seres humanos. Compreendendo o nosso passado, iluminando o nosso presente e motivando o nosso futuro, tornamo-nos seres mais harmoniosos e felizes.

Voltar ao Topo

#Reorganização Neurológica

Este é um método que tem como base e idéia de que a ontogênese (desenvolvimento do homem) recapitula a filogênese (desenvolvimento das espécies). A reorganização neurológica atua no sistema nervoso central, estimulando-o através de exercícios corporais simples, feitos de forma organizada e com freqüência.

Este exercícios seguem a seqüência de movimentos que um bebê normal, em geral, executa durante seu primeiro ano de vida. Desde o rolar, passando pelo rastejar, engatinhar, andar como um macaquinho, e finalmente o andar cruzado, que ocorre normalmente por volta de 1 ano de idade.

Os movimentos devem ser realizados de preferência no chão, com piso adequado. Podem ser realizados pelo próprio paciente, com orientação do terapeuta, quando o movimento e a compreensão do paciente estão preservados ou de forma passiva, como nos casos de pacientes com comprometimento cognitivo e/ou motor severo. Indivíduos portadores de diversas patologias como paralisia cerebral, síndrome de down, hemiplégicas e paraplégicas podem se beneficiar da reorganização neurológica onde mais de 1 terapeuta auxilia nos movimentos que devem ser feitos, lentamente.

Os resultados em geral, para qualquer idade, são uma melhora na capacidade global das funções do indivíduo inclusive fala, linguagem e escrita.

Voltar ao Topo

#Self Healing

Método Self-Healing de Meir Schneider é uma combinação original de técnica de massagem terapêutica com exercícios suaves, movimentos passivos, respiração, visualização e quando for o caso, exercícios para os olhos, visando melhorar a saúde, as funções e a vitalidade.

Assim a terapeuta de Self-Healing ajuda seus clientes aliviar sintomas, a melhorar o bem estar e a conscientizá-lo de seus movimentos e limitações otimizando suas funções motoras para melhorar várias condições degenerativas como esclerose múltipla, distrofia muscular, paralisia, polio e popolio, artrite, dores crônicas, problemas posturais, dores de cabeça, dores de costas e problemas visuais como miopia e muitas outras doenças de olhos.

O Self-Healing combina massagem com movimento e exercícios aumentando a nossa vitalidade cultivando uma consciência cinestésica do movimento, incluindo tipos muito sutis de movimento. Para Meir Schneider movimento é vida, nós limitamos nossos movimentos e vitalidade devido à tensões musculares induzidas pelo estresse e expectativas culturais de como devemos mover nosso corpo. Através da exploração de nossas próprias restrições e possibilidades encontramos novas perspectivas pelo método Self-Healing.

A nossa capacidade de auto-cura é estimulada e aflorada, trazendo benefícios surpreendentes para a saúde física, mental e emocional do indivíduo.

Voltar ao Topo

#Rolfing

O Rolfing é um processo de reorganização estrutural e reeducação corporal que ensina o cliente a usar o corpo de uma maneira eficiente. A má postura, decorrente de causas muito diversas, é um dos fatores principais para o desalinhamento do corpo em relação à força da gravidade.

Esse desalinhamento é responsável por tensões crônicas e desconforto físico e emocional. Muitas vezes nos damos conte desse desequilíbrio e tentamos endireitar o corpo, experimentando novas posturas que acabamos não conseguindo manter. É nesse momento que o Rolfing pode ajudar.

O Rolfing é indicado para aqueles que sofrem de males causados por má postura; para aqueles que apresentam dificuldades de movimento e sofreram traumas físicos; para os que se submetem a estados de estresse no dia-a-dia; para que os desejam melhorar seu desempenho profissional; para os que procuram evolução e auto-conhecimento.

Voltar ao Topo

#Acupuntura

A acupuntura é uma técnica terapêutica integrante da medicina tradicional chinesa que existe a mais de 5000 anos.

A acupuntura consiste na aplicação de pequenas e finíssimas agulhas descartáveis em pontos pré-determinados em canais de energia denominados meridianos.

Temos a vantagem de não haver contra indicação, é uma técnica praticamente indolor, aplicável a qualquer faixa etária, onde podemos tratar uma infinidade de enfermidades com resultados muito satisfatórios.

Voltar ao Topo
Rua Acruás, 169 Campo Belo - São Paulo - SP | Tel.: (11) 5034.1566 | fund-selma@fund-selma.org.br